Rebel: Imagens, palavras...a essência... a natureza

Rebel

LOOKING IN WINDOW


R.E.B.E.L - Most View- - Week- Top Ten

sexta-feira, 25 de maio de 2018

LOVE HAS MANY FACES.

Quanto...
Como...
Cada 
um de nós 
gostaria de 
escrever,
sobre amar 

ser amado.. 
Algo que 
muitos vão ler..
mas há 
muitos 
que pensam,

escrevem 
e ninguém
olha
fora eles
suas
famílias 
ou amigos.
Quantos 
de nós ficaríamos 
felizes em 
alcançar 
apenas 
uma parte
do que muitos 
realizaram.
Algum amor 
em 
nossas almas 
é suficiente
e suficiente 
para 
inspirar 
suficiente para
revelar
algo que 
sentimos 
e
seja escrito
é o máximo...
O amor que
toca a alma,
e
revela-se 
num texto.
...
Sempre 
somos
atraídos 
por este sentimento.
Sempre somos 
vigiados por este..
sentimento.
Procuramos em volta
por nossos olhos  
e muitas vezes
encontramos...
Amor... é,
Tudo que 
vem da alma, 
sentido como
uma 
brisa suave,
que nos toca.
A alma atrai 
coisas boas
essa sensação
nos pertence e
pertence, 
ao amor.
Tudo certo
amar,
este é o maior sentimento,
é nosso destino.
Quando amor, 
tatua a alma,
será eterno.
As vezes estamos
no alto vendo 
o sol partir
o sol  foge,
no horizonte
onde
tudo é longe,
o vento é frio 
tudo nos toca...
E nos toca
com 
alguém 
a nos aquecer.
O amor está no ar...
No fim da noite
sob o céu iluminado,
já tarde da noite,
o amar sob 
o céu estrelado 
é divino.
Amar se
expressa 
na alma, 
em
todas suas
faces.

Search XX

É o pior que um
homem tem
a temer,
é a falta de ideias
sobre a vida...
Alguma ideia
clara
sobre tudo,
já basta.
Se você
ainda
não
encontrou...
Continue
procurando...
Talvez o mais
importante
sejam
suas ideias.
Embora nem
tudo
possa
vir a tona,
sempre haverá
em cada um
um monte de ideias,
de gênio ou não,
mas pensamentos 
relevantes
e sérios,
existem em todos nós
e uma
infinidade,
torne-os públicos,
sem comunicar,
elas morrem
para sempre
sem que 
ninguém saiba.
...
Talvez
sirva
a dica...
de
Marie Curie.
Seja
menos
curioso
sobre
as pessoas
e mais
curioso
sobre
as idéias.

Stones

Talvez 
nem
Tudo,
é 
tão insano...
Diria
J. Kerouac,
Inútil,
tudo 
Inútil.
Clarice Lispector,
diria...
não 
tente 
explicação de tudo...você não vai entender.
...
Mas 
sou assim,
gosto 
da 
contramão,
neste 
assunto, 
A gente 
tropeça 
sempre 
nas pedras pequenas, 
porque pedras grandes 
a gente logo enxerga...

Junto 
das pedras, 
fiz 
estas fotos.
Vivemos 
num mundo
insano,
mas
que predomina 
o visual. 
Cada pessoa 
prefere olhar,
que ler..
Fotos 
convulsionam 
o olhar...
de todos. 
Gosto dum 
texto, 
assim,
tritura,
rebenta,
tem 
esta força..
Palavras,
Imagens, 
raios de luz.
São impulsos, 
sensações, 
que acontecem, 
sem necessidade 
de construir 
algo 
em torno.
Na foto,
meus dois filhos. 
...
Acompanho,
observo 
este 
Shot,
tento 
dizer 
tudo 
em 
frases. 
Quem olhar,
só um olhar 
que 
passa, 
e assim,
percebe.  
Se for depois 
de 
algum tempo, 
é depois.
Percebo 
depois, 
que fiz,
é uma tomada legal...
Legal forçar, 
uma busca 
um significado,
uma fração de segundo. 
É o tempo do fotógrafo,
o momento do olho,
do olhar, 
uma pupila se dilata 
estou diante da foto. 
Me aproximo do tempo 
algo presencial...
resultado é a foto...
Uma rua estreita...
esta,
da inventividade,
da criatividade.


Grimpa.

O menino 
pálido e magro,
da camisa 

de buclê azul 
esfarrapada...
atiçava o fogo, 
na grimpa 
que caiu ontem,
de lá,
avistava 
copa do pinheiro, 
o lugar mais alto,
da fazenda.
Lá fora  o frio,

e  via o
raso campo,
outrora verde,
e

só havia restos 
de cana de milho..
esparramados 
no chão, restava
algumas espigas.
Em dias o solo estará,

pronto para o trigo..
e além deles
as florestas
neste frio,

ainda mais escuras,
abrigam poucos resquícios, 
da natureza remanescente...
Hoje, em Iomerê,

Me esquento na bebida,
uma cachaça pura, 
Lendo, 
versos de poetas 
que andavam
meio  que esquecidos.
...
Lembrando
do menino que se agachava,
junto ao fogo 
o observava...
a grimpa queimar, 
cozinhando o pinhão..
no frio inverno...
o fim de tarde,
na fogueira de grimpa, 
da Araucária 
para sapecar pinhão....
Nesta noite frequentei 
a minha infância...


quinta-feira, 24 de maio de 2018

Press a Button III

...
Feitas,
Com 
prazer 
emoção 
não 
há 
fotos 
ruins....
Você
que
está
lendo 
isso
sabe
que
as
cores,
estão
sempre
influenciando
a vida...
Um
lago,
Uma
calmaria,
Uma
alegria...
no horizonte.
A vida é amarga
nada custa
trazer um pouco 
de
Felicidade,
a vida 
ordinária.
...
Cores...
infinitas 
cores,
podem
estimular
os centros
do prazer
em
nosso cérebro.
Despertamos
melhor,

para a vida
com

coisas
instigantes.
Elas
as cores
as imagens
são
contraponto
em
um mundo
cheio
de 
inibições.
Enfim são
coisas boas,
que 
melhoram
o dia.
Em meio
tanta
virtualidade,
é bom
ao
abrir
os olhos,
para 
algo
real,
sem
comprometer,
Inevitável
lembrar
dos desejos, 

dos prazeres
e
seus
efeitos,
poderosos
para cada
pessoa.
Sentimentos
e
sensações.
Olhar,
e ter
em
suas mãos
uma câmera

clicando
paisagens
incríveis.
Sensações,
guardadas
deste dia..
de um
passeio...
Exatamente
que
querias sentir
de novo,
ao rever 
a foto
naquela manhã...
Vivendo
o prazer
do lugar
Há quem
deseja 
quer
repetir.

quem
quer,
e quer
ter
uma
recordação
que
a(o) toque...
Sente-se
ainda
mais feliz.
Ter prazer
ao seu
bel-prazer
novamente...
e
viver
novamente.
Voltar a
ver novamente
como a
pessoa
dos seus sonhos
o lugar
encantado.
Pessoas
que
tem prazer
são mais felizes,
Olhar
e
perceber ali
a vida 
em formosura
aquele olhar,
que 
faz
mergulhar
com profundidade
em lugares
com todos 
seus mistérios.
Mistérios
Realmente
há muitos
lugares
misteriosos
assim...
e
alguns 
estão perto.
..
Só  alguns
longe 

outros
bem
perto.
Então
ficar parado
não ajuda.
Saia por ai,
Aperte o 
botão, 
sua máquina
está ali.
Tudo
soa
como
algo inocente,
ingênuo...
como tudo 
que
é bom,
até
o amor
é asism
na vida.
A vida observada
no pequenos detalhes
já no amanhecer,
nos dá energia,
nos protege
e ao lado
de um amor 
é uma foto
é
tanto mais,
uma lembrança
de
um para
o outro,
quanto
mais,
era o sol,
era um ar,
era um mar,
ainda a
sua
pura
inspiração,
nos
desinibe 
tanto...
naquela 
foto.

Com 
prazer 
emoção 
não há 
fotos 
ruins.
Press 
a Button. 

A gente conhece ou desconhece


Amores eternos.
Grandes amigos.
Grandes inimigos.
A Força do amor.
O melhor remédio.
O pior veneno.
Coisas que a gente 
conhece
ou acha que conhece.

Tá frio


..
Aqui é 
outono,
mas 
o clima 
é de 
inverno..
Alguns 
dizem 
que 
o frio 
é bom 
ao redor
de um fogo, 
Alguns 
dizem 
que no clima
invernal é bom
no gelo...
Do que 
já provei,
tudo
que
desejo, 
em dias 
de frio 
é
o fogo de chão,
a lareira
é dias frios
favorecem
um aumento
da fome,
desejo
por 
pinhão 
e vinho
no 
ambiente 
doméstico.
No ambiente 
externo
em dias 
de frio,
no outono 
no inverno,
prefiro
névoas, 
gelo, 
geadas, 
neve 

muito frio 
para 
boas fotos.
Isso
seria suficiente...
Já médico,
Aprendi,
a necessidade, 
o sentido 
do 
ser frio..
Ser mais ou menos
Insensível..

uma pessoa 
sem 
emoções,
aparentes..
..
Já menino
me dei 
conta
que
gostava 
de frio,
gostava 
de
ver
a geada,
ver
o sol brilhar
cedo,
sentir
o vento sul 
soprar 
e dizer..
Tá frio..
Eu não odeio, 
nem frio 
nem calor..

ouvi
muitos 
soprando 
no ar frio, 
dizendo,
Eu odeio isso..
Eu odeio isso..
Mantenha 
seu coração 
quente
em dias 
frios.
Aos 60,
Você pensa  
duas vezes
para sair 
da cama
e
do quarto, 
ir passear
pelas
ruas 
da cidade, 
ver
que a praça 
está
tão
solitária 
próxima 
à estação,
enfim 
os outonos,
os invernos,
são 
todos iguais, 
nós 
é que 
mudamos.