Rebel: Imagens, palavras..minha essência... um amigo da natureza

Rebel

LOOKING IN WINDOW


R.E.B.E.L - Most View- - Week- Top Ten

segunda-feira, 27 de julho de 2015

WALKING HERE.

E ai..
O que temos logo ali...
uma ponte..
uma igreja no alto...
um movimento intenso de pessoas... 

motos e carros..
todos tem a fantasia,

igual a de um homem,
que anda por aqui como eu
todos tem...
a fantasia na fantasia da horas,
a sensação da eternidade.
Mas a resposta à eterna pergunta...
Quais são,
as forças vivas que movem tudo isso...
e, 

o que será..
ou 
seria capaz
de 

um dia,
"parar tudo isso"..
O dinheiro, 

a ambição 
é o motor das pessoas,
que estão acabando 
com a natureza, 
nosso rio está podre
Somos menos eternos,
na ganância..
é a forma mais elevada  de egoismo..
é o 
"egoísmo", no mundo de hoje,
é o Homem destruindo a natureza,
poluindo o ambiente, 

a que preço...

a natureza irá cobrar um preço.
Continuo andando aqui,
na ponte...
refletindo ao que vejo,

a cada fim de tarde,
que passo..
me dou este tempo..
faço aqui...
toda tarde..
"O que move o mundo"..

parece irracional, mas não é,
no que continua...
em cada um,
nas pessoas..aqui e ali..
as forças vivas, 

de tudo isso...
da grana, 

ao poder,
e, 

como o homem,
não...pensa..
"pare com toda esta loucura..
tudo isso", 
senão estamos,
rumo ao caos...
O fim será onde o dinheiro, 
a ambição,
não tem a mínima importância,
é algo certo...
Mas o dinheiro, 

a ambição no dia, dia, 
vem em primeiro lugar, 
como motor das pessoas...
Acima de tudo 

é uma auto afirmação, 
esta ganância..
é a forma mais elevada 
do bem compreendido,
"egoísmo", 
no mundo de hoje, 
egocentrismo de hoje...
que campeia as mente e corações..
E destruindo a natureza,
poluindo o ambiente, 

o homem age em busca do poder..
e do prazer mas a que preço...
Em todos os lugres maiores, há

Aviões para cima e para abaixo,
aeroportos, 
ruas 
e shopping cheios, 
estacionamentos
lotados etc..
lixo e luxo, por todo lugar
é a linguagem do caos...
Se a natureza é nosso bem maior...
por que tanto consumismo, 
neuróticos e obesos 
cada vez mais nas ruas, 
com suas motos 
e carros ruidosos,  
e seus escapamentos poluindo,
na fuligem preta nas descargas...
As forças vivas desorganizadas, por isso mudas..
em cada momento é  dado aos humanos 
reverem suas práticas,
mas mesmo assim,
são assim que se movem...
rumo aos caos...
Eu aqui no meu"retiro"..
consigo ficar fora deste circuito,
do universo perverso,
do consumismo e da ambição, 
que move as pessoas.
A fazer...uma corrida, sim a vida se resume a
"correr atrás de coisas e bugigangas", 
as mais banais que andam por ai...
Sempre achei que provocando as pessoas..

haveria um jeito de tocar o lado humano...
mas há o lado perverso..
do homem que não se toca..
Sei que no fundo caminhamos,
rumo a danação..
a vida moderna. 

tudo tem tons cinzentos, 
da morte simbólica 

seu subsequente fim,
mas por que tudo, 
escrito, refletido..
e nada acontece...
Isso que cada ser,
não leva  nada deste Mundo...
sabido e propalado..  
a todos cantos.
A existência perene..
ilusão de muitos...
Tudo isso diz 

respeito à nossa existência,
na experiência quotidiana,
nossa insignificância.
E ao trabalhador, 
esse explorado dos capitalistas,
mas é o estado que nos explora com legislação  arcaica.
Os verdadeiros membros produtivos 

da sociedade, 
é que são explorados, 
os empreendedores e os trabalhadores,
que necessitam de outros conceitos, 
nada além de ser explorados. 
Há os que ganhado migalhas..
segue com mentes de rebanho.
No meu esconderijo,

sobrevivo..
Um retiro, um lugar secreto 

no meio das montanhas, 
acessível apenas a mim, 
por uma estreita passagem.. 
aqui eu escrevo..
Mas ontem andei 

por onde anda a cobiça, 
na minha pequena cidade....
em uma tarde 

em que a vida é dada a pessoas 
e com seus motores em carros  
e motos..
que correm..
por todos os lados..
E há a  desenfreada vida,
voltada ao mercado 
é quem dita as relações, 
tudo tem preço e pode se comprado...
é onde eles tem seu reinado..
os donos do mundo...
Um mundo em que a própria palavra 

solidariedade ou "ajuda"
é proibida, cada um pra si e pra todos.
Volta a palavra dinheiro, 
que move tudo,
valor tem que o possuí...
a vida tem se valor rastreada no
monetário...
em que não há necessidade de nada mais, 
além do quem eles tem,
só dinheiro, 
que importa..
dá o poder,
compra até eleição..
sentença...
são donos do mundo ...

da cidade..
feita para si,
não para outros..outros nós..eu.

Esse é um papo ignorado e ridicularizado,
pelos que exercem
seu fascínio com camionetes, 
sítios, mansões,
motos grandes e potentes, 
aviões  e jatinhos.
que sempre.... 

estão exibindo números absolutos,
de sua avareza 
e de seu poderes pecuniários.
Este é o mundo perverso,

que observo 
da ponte da minha cidade,
um ponte que não leva ao céu,

mas,
onde que tudo passa a cada segundo
alguém dirá..
mas, eu não penso como você.
A liberdade nos move,

é o caminho da felicidade,
ou
até para as coisas erradas,
O principal motor é o inocente,

o ingênuo, nas 
pessoas que assumem 
sem medo,
este rumo ao caos,
por essa razão, sem consciência, 
mesmo para estamos voltados 
o pior inimigo..
a destruição, a danação, 
causada pelo "principal motor" 
o progresso,
que nada poupa, 
sempre visto com benesse...
sou crítico com o capitalismo selvagem
e não sou contra uma solução no capitalismo.
Não odeio ativamente ninguém..
Meu grande adversário, 

é simplesmente este conformismo.
As multidões caladas 

que seguem em rumo a matadouro, 
que não se preocupam com ele...
o planeta.
Aqui está o famoso diálogo 

entre os dois videirenses:
Sr. Rebel, estamos sós aqui...
Por que você não me diz..
o que você acha da gente,
de mim, 
ou de qualquer palavra que você desejar...
eu te ouvirei, como sempre..
amigos  se fazem com  isso, 

os amigos entre si...
Quanto ao demais..
os donos do mundo..
donos da cidade...
Ninguém vai ouvir-nos...

ponto final. 
Texto e Fotos Rebel