Rebel: Imagens, palavras..minha essência... um amigo da natureza

Rebel

LOOKING IN WINDOW


R.E.B.E.L - Most View- - Week- Top Ten

sábado, 4 de julho de 2015

Doce o lugar...


Certo é que uma certa dose,
de inconsciência é bom 
e se faz necessário 
para enfrentar as horas...
só assim ter tempo e vontade
de curtir os prazeres da vida 


"Junto ao lado um lugar calmo e doce", 
ali adiante me foco na igreja, 
o obturador se abre e fecha 
em poucos segundos, a imagem feita e na mente, 
uma indagação sobre destinos humanos...
ou sobre a temporalidade da vida. 
Mas foi este o tom que segui voltando para casa, 
pensando na foto, 
e a vontade de escrever sobre o assunto 
e veio a meditação sobre a vida e morte. 
Há na vida assuntos sempre atuais 
e nestas duas palavras"vida e morte",
sempre se sobrepõem. 
Uma delas, inspira e a outra te faz transpirar. 
Não há nenhum drama real meu, 
já que que escrevo agora, este assunto. 
A vida (real) sigo a meditação 
sobre as inquietações 
sobre o assunto que 
espelham-se mutuamente, 
são como desdobramentos 
de um assunto interligado..
no fundo sobre a finitude humana.
Em "suma", na tarde escura, 
de um dia qualquer, 
ou no meu dia um sábado 
em que predomina 
o contato com a materialidade 
da terra, afinal, 
estou andando de carro na chuva...
passo por Gramado, onde há um lago 
e a frente completando 
um cenário é uma vila 
à margem de uma rodovia, 
o elemento essencial é a igreja, 
que contemplo embebido da água 
da chuva a frente...
é uma parada na igreja, a foto, 
vem a me reter com meu pensamento, 
a fluir sobre a temporalidade de tudo..
e do nosso tempo. 
A imagem aqui é clara, 
a igreja e o sino que toca...
das 6 horas e as pessoas 
que a igreja acolhe.
É na beira do rodovia antes eu me foquei 
num lago em suas mansas águas, 
que vejo sempre 
ao longo da rodovia, 
ainda sem saber 
que quando iria retornar 
sobre o assunto 
me resta pouco tempo, 
para chegar em casa... 
Eu despertei para o 
tema que a vida é bela 
e doce, vendo o lago 
e depois mais adiante ou menos assim ali...
vendo o pessoal junto a igreja 
me veio junto a ideía 
de tudo isso de que vê 
a vida no seu ponto de vista pessoal..
das inquietações..que não tocam
Muitos acham,
que os meus assuntos 
são complicados, 
mas não é o pessimismo...
NUM DESSES dias cinzentos, 
quando o mundo parece alimentar 
em você aquela certeza 
de que a lógica do pior 
é a lógica do mundo.
Não será o medo  dos fogos 
do gélido inferno 
e na beleza eterna do paraíso 
que dizem que hão de vir. 
É isso que muita gente acha que vem.
Complicado escrever sobre 
estes assuntos numa época 
em que se vive tão descrente 
porque só se pensa em ganhar dinheiro.
Eu gosto de mexer com burguesia 
e sua breguice vazia...
com estes assuntos..nada por inveja.
Eu acho que textos como esse servem para 
nos manter de olhos abertos 
para o risco que temos da descrença 
absoluta acerca da vida 
afora e por ai vem 
a mente, a miséria que escorre 
pelos muros do mundo.
Não é o pessimismo 
é meu pecado capital.
Bem não sou da pessoas que
 tem resposta pra tudo...
estou dando minha opinião 
e minha reflexão.
Não falo isso com uma taça 
de vinho branco nas mãos, 
com os beiços caídos, 
numa picanha..
e outros quitutes.
Estou falando de como vejo a vida..
no silêncio da noite..depois 
de uma jornada legal..
em que não abri mão dos meus desejos...
andar por ai..
fotografar..bater papo com amigos 
e contemplar a natureza.
Mas uma vida sem desejo 
não vale a pena ser vivida
Mas o sabor que a verdade tem...
este sabor..e algo que vem aos olhos, 
e te diz: Posso eu pensar 
em que diante de um cenário 
de "paz e beleza".
Sempre assim em casa, 
à noite, no espelho, 
você se olha, dificilmente 
conseguirá esconder o sentimento 
de que é talvez infeliz. 
Talvez eu seja excessivamente 
duro com os humanos e mortais.
Às vezes parece que a consciência 
que isso nos cobra é excessiva.
Certo é que uma certa dose 
de inconsciência, 
se faz necessária para enfrentar 
as horas que passam...
onde a realidade
um cão...
à distancia esse amigo do homem.
Words
photo
Rebel.