Rebel: Imagens, palavras..minha essência... um amigo da natureza

Rebel

LOOKING IN WINDOW


R.E.B.E.L - Most View- - Week- Top Ten

sexta-feira, 15 de abril de 2016

Free with Desire.

Ouvi um silêncio.. 
de perto das turbinas 
sempre quebrado 
pelo vento...
que soprava....
"Água Doce" não é tua terra 
e sei que não é....
mas botei entre aspas...
lá tem muita história 
e quase minha cidade..
ou minha terra..
ali passei indo para Palmas...
e lá esta linda usina eólica.
A natureza..
para nós humanos tem sido 
uma fonte de inspiração..
e a mim em particular..
aqui em Palmas...
Se vê que a natureza é bem assim... 
não eh só...assim.
Nunca tenho uma navalha na manga...
De mim só espere coisas maravilhosas....
Falo de um silêncio...
no alto dessas terras, 
algo que só habita,
na gente,
num lugar assim,
num monte e 
a ventania me tocando...
que, 
infelizmente, 
conta pouco no mundo hoje avesso 
a estas coisas...
mas é muito
para minha sensação de liberdade.
Mas há outra pergunta,
que fiz quando estava no meu silencio....
antes de ouvir os cataventos,
estava introspectando....e perguntando,
que felicidade... 
que coincidência que abre 
meu pensamento num lugar assim,
voltado  a ser um nada além você...
escrevi-lhe...
agora o que tava na mente, 
para recobrar agora em casa no micro, que senti lá...
fiz um lanche e peguei um livro de poemas... 
de sonhos... 
novamente quis dividi-lo com você ...
surpresa...
já havia escrito... 
não a esqueci... 
como pode perceber...
até uma foto para mandar-lhe... 
Não estive assim 'tão' ocupado....
em casa.... desde que cheguei,
explico-lhe... 
estou a pensar... 
cansei de tanto dirigir... 
enfim...
cheguei em casa com a ideia na cabeça,
de escrever isso há 100 quilômetros,
um tempo 
razoável desde que sai de lá, 
e agora penso em concretizá-lo...
está aqui 
não é algo que desista... 
talvez tenham razão... 
afinal...só para você que tudo fica assim,
Mas o que interessa é... 
q realmente senti saudades em falar-lhe... 
escrever-lhe... contar-lhe meu dia... 
gosto quando você me diz algo como meu...
Quanto ao meu poema... 
desculpe-me... 
mas...
resolvi criar algo só endereçado a você...
muito interessante não eh..
Te conto o que vai pela minha mente 
ter você ai tão longe 
talvez, no teatro, 
cinema ou lugares legais 
que você vai sempre....em Porto Alegre,
quem sabe eu vou ai uma hora destas a noite..

demais..

Há coisas que enriquecem..
muito ainda..hoje..uma delas estar num lugar bonito..como te escrevi acima...
belezas 
que sobrevivem no meu inconsciente 
e tento deixa-las sempre você sabe que 
amo a natureza....

Sentir ali um suprimento de forças e de vontades antigas*muitas*...uma delas morar 
num local auto suficiente com energia eólica...
lá por onde andei no dia de hoje...
“Qual a utilidade das coisas hoje..”,
 “o termo ‘hoje’ significa o momento que eu quero viver..sem considerar...o dinheiro que compra quase qualquer coisa, exceto a dignidade.... como não sou empregado de ninguém eu ando escolhendo viver nas cercanias das montanhas.. onde a vida ainda é regida pelo velho ciclo agrícola sem muito contato com a civilização urbana, isso pode parecer perverso e irrelevante para aqueles que estão atrelados à vida de consumo.
“mas sei que não há como fazer milagres na vida.. relembraria as experiências, fantásticas 
e predestinadas ao fracasso, dos alquimistas 
medievais ao tentar converter metal vil em ouro, se não fosse pelo detalhe diferenciador de o alquimista, pelo menos, reconhecer o ouro puro quando via e tocava.
A verdade é que só o minério de ouro pode ser transformado em ouro, 
apenas 
a poesia torna-se poema...
e apenas energia faz viver...
novas idéias..
mas se há milagres 
a matéria prima eh a mesma
chama, 
a motivação..
Ler..que se sente...
se cria algo de poesias, 
poético, 
lembrar de você..
a terceira, 
complemento com este texto 
de palavras que escrevo....
livre mas com desejos de algo assim.....