Rebel: Imagens, palavras..minha essência... um amigo da natureza

Rebel

LOOKING IN WINDOW


R.E.B.E.L - Most View- - Week- Top Ten

quinta-feira, 17 de setembro de 2015

Num corpo não tão alto I.

Permites
que não seja 

só 
minha imaginação.
Ao olhar 
sob a luz da tarde
mostravas
a beleza..
na cútis,
no  belo corpo..
Olhar terno...
lentamente vendo
o pôr do sol,
relaxada e satisfeita
nada a perguntar, 
no nosso,
e só nosso tempo 
que passa.
Num
momento
dizes,
o que dizes
olhas como olhas,
certas em
racionalizar 
e entender,
em interpretar 

tudo isto, 
como querias.
Momentos
de prazer máximo
é o que quiser 

que seja,
enquanto quiser que seja
e na medida exata 

do quer sentir,
sei  

não interessa ir além do desejo. 
Que não seja totalmente verdade
seja esta,

meia-verdade,
é tão boa
exatamente porque permites
que a outra metade 

seja a minha imaginação.
Sei  que, 

perguntas demais,
estragam o sonho.
A luz solar em minha alma,
pega fogo na minha cara,
com teu belo sorriso brilhante.
Linda,  aqui,
e tão alegremente longe, 
da turbulência no mundo.
Em ti
sinto como 
toda a beleza da terra. 
E olhando, 
é tudo,
como uma primeira vez 
experimentando a paixão... 
O primeiro nascer do sol, 
a primeira rosa, 
o primeiro..
primeiro... 
Vendo tua roupas que dançam,
em torno de ti,
no vento 
a tocá-la,
como se não temesse 
o menor 
afago,
contra sua pele dourada pelo sol.
Natureza sábia.
mostra-me suas curvas, 
Mostro o meu olhar sedutor,
O momento é cru,

selvagem, 
assim vou,
Eis a chance de ser aberto,
chance de ser gentil,
Um sopro aos teus lábios
Para  substituir palavras 

não consigo encontrar,
Sua aparência afinal,
não é a perfeição,
é um olho pela minha janela 

iluminada pelo sol quente.
Assistindo  como a árvore solitária 

ficar sozinha.
Incrível e totalmente sensual..
Apenas dançando com 

vento
que move as folhas 
Então, majestosa, tão em paz
Tens a forma como as folhas 

se movem 
em tal um doce estar,
um alívio.
Quando as estações mudam 

e as folhas começam a caem..
 e descem para a gramado, no chão.. 
Eu sempre apenas admirar de longe
Porque estou zeloso

Sei que a árvore solitária mesmo que 
orgulhosa e no alto diz adeus a suas folhas
Eles caem com facilidade e graça ....
Prontas para o seu destino,

deixar ir
De algo que é..

o teu desejo..
para,
por tanto tempo..
Como se separar de algo
Que cresceu na alma...
Eu queria ser como a árvore solitária,

de uma unica folha...
assim é o desejo,
único, nobre e livre
Beleza sem esforço e força acima de tudo
jamais me sentindo pequeno
Capaz de entregar seus desejos em um piscar de olhos...

O desejo habita...
Nas profundezas da pele
E nas profundezas veias,
Nos confins de um cérebro,
Longe das mãos...
Pensamentos superficiais que me envolvem apenas 

percebo que há mais do que um único desejo..
Se euforia 

nem quero ser pretensioso.
agora tudo mais.. 

e mais fácil de ver
Sinto um semblante alegre
Não precisa de uma cor

o sol brilha por nós..
Beleza brilha,
tão bom quanto,
Um bom coração.
Não tem que ser perfeito,
Basta ser bom.
A ousadia.
Vale mais do que ouro.
Eu poderia muito bem curvar a seus pés.
Dê-me o que desejo.
Secretamente

apenas isso
na mente, 
o exterior 
o física.
a entender muitas coisas.
Todo mundo está cheio de imensa beleza
É preciso alguém especial para vê-la
Somente meu olhar naquela pessoa especial que pode ver
A verdadeira beleza escondida do mundo.
Você não pode parecer bonita para todos.
Você pode ser, 

ser
uma mulher 
pele bronzeada 
num corpo não tão alto..