Rebel: Imagens, palavras..minha essência... um amigo da natureza

Rebel

LOOKING IN WINDOW


R.E.B.E.L - Most View- - Week- Top Ten

terça-feira, 24 de novembro de 2015

Silêncio.

Há um filme
dos anos 60,
onde emergiu a revolução de costumes..
com ela o medo de investir no amor. 
Há uma cena do táxi, 
em que a bonequinha de luxo,
abandona seu gato na sarjeta 
em meio a tempestade, 
é o ápice da tensão 
dramática do filme, 
ela joga seu gato na sarjeta 
como fazia consigo mesma. 
Na fala,
"você é uma covarde", 
ela rompe o círculo 
da futilidade afetiva..
Qual a diferença..
desta cena e do final feliz 
Bonequinha de Luxo, 
é uma filme de Blake Edwards,
de 1961, com Audrey Hepburn 
e George Peppard.
A última cena, ela arrependida, 
procurando o gato que abandonara 
num beco sujo, 
e logo depois, 
os dois se beijando 
sob uma forte chuva, 
misturando as lágrimas 
às gotas que caem do céu,
é um louvor ao amor romântico, 
como redenção de uma vida vazia 
em meio às ambições de sucesso 
e reconhecimento social.
Peppard salva a bonequinha de luxo (Hepburn) 
de uma vida miserável em meio a ansiedade 
por status e por luxo. 
A miséria moral é sempre humana, 
demasiado humana. 
A grandeza humana, por sua vez, 
só é verdadeiramente visível 
diante dessa miséria.
Na miséria,
humana, que é demasiado humana 
será maior se é verdadeiramente 
visível diante dessa miséria.
Cansamos de ver o homem,
ser insensível, 
estúpido, 
mentiroso 
e incapaz 
de amar de verdade.