Rebel: Imagens, palavras..minha essência... um amigo da natureza

Rebel

LOOKING IN WINDOW


R.E.B.E.L - Most View- - Week- Top Ten

sexta-feira, 28 de julho de 2017

Walking

Sei caminhar só,
Sei caminhar 
em outro ritmo, 
ou no mesmo 
ritmo de alguns
e
sei considerar...
coisas e pessoas 
que importam...
Sei trazer aqui 
o que me leva 
a ter a motivação.
Sei que há os mais jovens...
os velhos,
as mulheres..
os homens.
Os meus "causos" são das pessoas 
e fatos da minha vida, 
talvez não sejam 
uma maravilha, 
mas são o que há de mais saboroso...
que me lembre..
Ver e rever...
Incessante como 
a brancura da água que se move,
pedra abaixo na cachoeira.
Uma penca de explicações aqui e ali.
Épocas, versões, fatos.
Não é diferente de que é exatamente, assim é a vida, 
certas passagens, 
lembranças 
e que 
se transformam em causos.
Paixões...histórias..
se juntam formando um novo post, uma nova história.
A vida era  assim,
do  menino que olha 
e procurava insetos no campo. 
Do menino brincava no pátio da casa, 
à beira da estrada,
sob a sombra da árvore, 
junto aos galos que brigavam entre si ao lado. 
Pessoas passavam a pé sob gurda chuvas 
ou à cavalo 
com sacos de farinha na traseira do lombo  
do animal, 
Ou do menino que olha a rua pela porta envidraçada, enquanto 
revê um álbum de fotos antigas.Muito...há,
do...
que eu não devo saber, 
mas muito há que eu lembro,
por exemplo,
ao escrever 
"Olhares e Olhares",
foi resultado de uma 
frustração amorosa 
e nasceu 
depois de uma viagem..
no imaginário.
"Bem" como que eu já escrevi
*títulos, que foram 
feitos pensando, 
nos meus filhos, 
pais e irmãos...
na minha cidade... 
ou onde estive.
Outras histórias 
são mais conhecidas,
para quem me conhece 
e acompanha de perto,
o no meu universo.
"Comecei na década de 60 
a me reconhecer um ser 
interessante, 
com interesses como pessoa,
e sugiram os Hobbies 
e a comprar tudo de música 
que saía sobre...
LED, 
CREDENCE, 
ROLLINGS, 
BEATLES.
De repente, 
me dei conta de que NUNCA SERIA 
um colecionador,
gosto mais assim de ouvir.
Veio as aulas e estudos no Bom Jesus,
que me levaram a Medicina...
Foi partir nos anos 70 para Curitiba..
de Iomerê de onde vim.
A partir dos final anos 70 em Pelotas 
e Porto Alegre.
Eu escrevo,
o que foi exatamente que aconteceu.
Mostro e  escrevo 
o meu olhar do mundo.
Desde agruras 

sucessos profissionais 
a família com um toque sentimental, 
mas bem ou mal resolvido tá ai... 
esta é minha vida.
Ou as vezes conversando 
comigo mesmo,
desde quando criança.
Ou diante da casa do sítio 
que a família vendeu recentemente,
ao novo sítio com a cachoeira linda.
A minha infância andou...
Movimentando-me entre passado 
e o presente...
Só no tempo assim,  

a vida na memória,
se renova...
Sempre fui um cara de percepções 

e sensibilidades apuradíssimas.
Ando..
mas já andei muito mais..
Caminhos de passos largos, 
num terreno legal 
das boas intenções, 
sinto isso,
quando releio o que escrevi
ou o que aconteceu,
me sinto surpreso as vezes, 
mas satisfeito com tudo,
sem perder uma sutil percepção 
do que realmente aconteceu.
Ao me acompanhar,
em algum tormento,
que vejo e observo 
neste mundo medíocre,
que assola a todos 
e que nele
vivemos....
não se surpreenda...
A via que ando...
não é uma avenida maravilhosa..
mas é assim..
de um caminho de pedras, 
cascalhos...
do meu cavalo tordilho... 
que cavalgava... 
em busca do gado,
e para chegar lá...
em Água Doce era um 
sofrimento.
Tropeava gado no começo dos anos 70, 
com ele.
No campo...

no frio da noite...
com o sono avesso...
entrecortado com 
som do ronco 
dos peões da fazenda Roseira,
sentia..
como é estranho esse silêncio...
da madrugada...
de expectativas,
da viagem 
do rumo da boiada, 
no campo...lindo,
onde partia..
com o gado feliz,
no meu tordilho...
montado 
na cela...
e com a capa de lã, bota de couro de gado,
no dia seguinte 
nos caminhos de volta para casa...
Assim que conduzia a boiada..pelos caminhos, e que o abate era alguns dias após. 
no matadouro... da família..
Meus sentimentos, 
as franquezas, 
meus prazeres,
vem desde esse o tempo, 
também...mas vem do inicio do anos 60,
a Vila Bressan...
onde a vida da família não era fácil.
As relações com mundo...
que cultivei  vieram dai..
na vida dura...
ou na vida boa..
e pela vida...
Rebel
Words
Photo.