Rebel: Imagens, palavras..minha essência... um amigo da natureza

Rebel

LOOKING IN WINDOW


R.E.B.E.L - Most View- - Week- Top Ten

domingo, 11 de outubro de 2015

I Came.


Aqui,
Vim.
Na 
Manhã
Me faz sentir,
Avesso,
Perplexo..
Sei fingir...

Mas,
Consigo 
esquecer..
Passado... 
Viver o presente,
O é, o sumo.
Liberdade
É Mudar,
É olhar a cidade,

Os pés no chão.
Sentir,
Mudar
de

lugar 
de cidade...
No hoje,
cheguei aqui
no dia, 
Claro.
Mas
era 
Escuro até pouco.
Sentir
sem 
ninguém em 
teu rastro.
Ao Lado,
É a Riqueza,
O Grito.
Que não
Silencia
Sentir. 
Nenhum Lugar.
Ah 
e  
há,
é triste fome e pobreza.
Não há como entender tudo,
uma  razão de viver
é como vivemos,
 Cadê  a inspiração
As vezes,
sou uma alma incrédula..
Outras vezes,
sem rumo.
Me 
Animo com a vida, 
dos campos..
nos rios e jardins.
Contemplo
os brancos lírios,
Beleza e delírios,
Rosas vermelhas,
camélias, 
margaridas,
flores selvagens, 
à terra.
Que noite sem um luar,
Que ouço..
além...
São palavras,
Ah quero escutar
Parece nos dizer
Que existe beleza
no amanhecer
no anoitecer
no céu
na primavera.
São encantos
em meu canto.
Nem mesmo 
esta beleza..
é tudo...
do avesso
Quase Memória.
Preto e branco..
Não ninguém. 
Presença.
Ausência.
Passagem do tempo.
A memória.
Nosso passado.
Tudo certo.
Linear,
Tons de rosa.
Palavras Queimadas.
Não há como
entender tudo,
Uma razão de viver,
e há muitas, 
assim,
é que,
vivo,
na vida boa,
vivemos...
assim..

um razão.