Rebel: Imagens, palavras..minha essência... um amigo da natureza

Rebel

LOOKING IN WINDOW


R.E.B.E.L - Most View- - Week- Top Ten

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Palavras se encaixam.

Eh bom descobrir 
dificuldades 
e os vários sentidos,
desde fazer uma foto 
e brincar de misturar 
palavras,
seus significados. 
Se nada vai acontecer,
já sei o que falta,
sempre falta algo,
anda insatisfeito, 
nos temas..
Por experimentos 
nasce algo,
a que escreve
um fotografo...
por ai que vou caminhar. 
Aí, tudo bem por ora..
dou meus clic sem ordem..... 
sem muitas regras, 
que sei que inibem 
a criatividade, 
Deve ser o que fazem 
os grandes fotógrafos...
ai embaixo 
eu tento descrever isso....


Ligo 
o live View..
na minha Sony Alpha.
ai fotografo..
o que vais clicar se torna mais óbvio, 
enquanto se joga um olhar para uma vista...
do morro..na rua,
ou da lua..
ou o cotidiano.
No mais vejo no moro há uma ponto, uma luz estroboscópica instalada na torre, numa cidade amanhecendo e escura afeta o meu olhar e parece uma criação do espectador, 
deste cenário matinal...
eu quase nu acabei de levantar...
acabei de clicar.
Sobre a natureza, 
nem a noite, 
com sua escuridão, 
pode manter ocultos os teus dotes, 
tudo vem à luz..
com a câmera. 
Não há truques, 
e a foto esta ai inteligível.
A tecnologia é algo legal, 
só funciona contra o belo,
"Acontece se você usa truques, 
sobre que eu costumo chamar do photoshop",
No visual simples me permite encontrar limites,
Tudo dentro dessa lógica do básico, 
me agrada mas tem que ser bem feito.
"Rejeito o espetáculo para mostrar 
o néctar da ideia, 
tudo a ver algo, sem nenhum 
acolchoado técnico, gosto da sequência nua de estímulos."
E sem truques, mostra-se 
os limites de fotografar 
um lugar no escuro. 
"Preferia ter substrato técnico...
mas vou chegar lá por ora, 
dou lugar a certo 
possível contorcionismo digital...por ora e muito suor.
"Para baixo, para cima, 
é a criação.."..."do espaço até aqui no silêncio 
da madrugada 
e depois da manhã, 
tento extrair em palavras 
em uma espécie de forma bruta 
da linguagem, antes de ser lapidada...
quem sabe depois.
"Fotos é de duas mãos 
que giram junto 
ao olhos, para depois 
as palavras, 
se encaixarem...
assim acho bom. 
São as vezes as mãos paradas, 
por um tempo outras vezes no tripé 
e "View live sempre ligado". 
Depois no silêncio da sala, 
no momento de pegar 
nas ferramentas, 
editar,
antes que seja levadas 
ao post,
depois encaixam as palavras, 
nesta ordem.