Rebel: Imagens, palavras..minha essência... um amigo da natureza

Rebel

LOOKING IN WINDOW


R.E.B.E.L - Most View- - Week- Top Ten

terça-feira, 20 de outubro de 2015

Tears

FLOWERS, BLUE LAKE, AND COWS ON TOP
Lágrimas..
e as emoções..
há sempre na vida.
Quando me formei na faculdade, 
em 1982,
meu mundo era ainda só estudo
e estudo e tudo o mais.
O trabalho no hospital,
um reino hiper-racional de lógica,
cheio de horários,
Era  então só no trabalho que via que as emoções...
lágrimas e dor corriam soltas..
Mas a vida fora dali era 
e começava tão perigosamente outras emoções
e muita coisas mal definidas
e imprevisíveis começavam a emergir,
começava a  sair bares..
festas, amigas etc.
Via  que choro no rosto...
era comum também por outros motivos..
em mulheres e homens..
emprego, percebi que a emoção
é uma força subjacente a todos os nossos comportamentos.
Há a famosa frase de Descartes: 
"Penso e sinto, logo existo".
Nos velhos tempos..
acreditei..
"trabalho era algo menos emocional e mais racional"
e   a vida em
"casa e fora do hospital era igual ou muitas  vezes menos racional e mais emocional.
Tudo se mistura  constantemente..
As membranas entre a vida privada 
e o trabalho, 
especialmente o trabalho em hospital e consultório, 
sempre foram poderosas,
sempre na espera  sensibilidade
e responsabilidade 
mais ou menos 24 horas por dia...
de pacientes e médicos...
E hoje, mudou,
quanto mais relegamos
a comunicação 
ao reino eletrônico, maior
nosso desejo de um contato face a face.
Ninguém mais tem certeza 
de onde estão as linhas divisórias.
É legal fazer piadas com um paciente..
E se ouvirmos um homem chorando 
sentindo-se pequeno,
no quarto ao lado....
Regras claras para esse mundo
laboral,
noutras coisas fora,
simplesmente não existem. 
Mas uma coisa é certa.
Eu gosto de imaginar que se pessoas expressassem mais emoção 
habitualmente e com maior facilidade..
talvez não nos sentíssemos
de modo geral
tão cronicamente ansiosos
e esgotados....
Haverá mais paz....
nos espíritos...
de cada um, 
se tudo for sincero,
real,
como cada sol que se vai...