Rebel: Imagens, palavras..minha essência... um amigo da natureza

Rebel

LOOKING IN WINDOW


R.E.B.E.L - Most View- - Week- Top Ten

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Unknown.

Em plena primavera, 
minha surpresa é
estes insetos, 
atraídos pela luz...
no entorno
do meu notebook.
onde pela luz do conhecimento,
busco, 
boas ideias. 
visitando, 
um velho amigo....
W. Shakespeare,
em
altas horas
sempre funciona,
num instante, 
tudo muda. 
Tão antiga e
permanente 
é a mudança. 
Dinâmico tudo,
Quase verão,
raro aqui,
fazer tanto calor...
Aproveito 
leio também
curiosidades.
Sempre 
o desconhecido atrai,
é uma 
compulsão humana.
Sabemos que desta 
compulsão humana,
o improvável  
e o desconhecido
estão presentes
na busca de tudo 
que leva ao que
sabemos
da origem da vida, 
que
toda ciência 
vai neste caminho 
e
sempre leva 
a uma explicação. 
O comum das pessoas 
é serem curiosas,
ela está 
enraizada na 
natureza humana. 
O progresso técnico...
cientifico...
está sempre atrelado
a curiosidade para
além do interesse
econômicos.
Na pesquisa, 
a curiosidade
povoa sempre
a mente inquieta, 
dum homem do interior,
está além das preocupações 
e coisas comuns da vida.
Ao buscar ideias colho em,
Shakespeare, 
algo inspirador e
nele me basta hoje.
Nada liberta ao homem,
como o conhecimento, 
não me acho
um 
prisioneiro no mundo 
de hoje, 
graças a curiosidade. 
Veja na ciência 
uma cultura, 
o saber acima de tudo.
O conhecimento 
da natureza humana 
tem tanto potencial 
para elevar o espírito.
Escolhas,
cada um faz, 
são  movimentos e
são momentos diários,
só assim vamos além,
assim
mudamos o mundo.
Nos caminhos 
que
a vida
me deu..
um caminho
certo,
um certo caminho,
de perguntar
ter curiosidades
no tempo
que passa
rumo ao desconhecido,
que busco conhecer,
perambulava
sem rumo 
sem destino
as vezes vivo assim,
até
sentar na mesa.
A leitura de 
Shakespeare
ser ou não ser.
Só temos que agraadecer
a ciência
o exito parcial
diante
do desconhecido,
dentro
dos meus 
olhos perdidos
O desconhecido é
o das dúvidas,
que nunca acabam,
e movidos 
pela duvida
a curiosidade 
nunca arrefece
Sentado
continuo lendo,
lendo, 
Shakespeare.
Ha muitas 
coisas 
entre ou
além 
do céu

da terra.