Rebel: Imagens, palavras..minha essência... um amigo da natureza

Rebel

LOOKING IN WINDOW


R.E.B.E.L - Most View- - Week- Top Ten

quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Vão para Casa

"Depurar",
é uma receita ao
corpo político brasileiro.
O sol ainda repousava bem 
abaixo do horizonte, 
era escuro na manhã,
logo apareceu..
mas já viajava para Joaçaba.
Eu estava de pé desde as 6:00 horas.
Se você despertar assim de manhã, junto a natureza, vai sentir o ar puro, 
uma 
sensação de depuração, 
vai ser outra pessoa ao respirar o ar,
bem cedinho. 
Como é bom respirar 
o ar da montanha,
logo cedo..
é meu próprio corpo, 
alguém aos 50,  
contempla 
de forma suave 
das montanhas 
e vales 
já  em rumo,
ao campo de Palmas.
Sem perder tempo acho 
um jeito
de enveredar para 
a minha mais recente 
paixão: a política. 
"Gostaria de limpar os redutos 
dos políticos contaminados 
pela corrupção e clientelismo" 
e ai penso: 
"Então iremos limpar a nossa democracia!"
Nosso corpo político está doentio, 
necessita ser colocado em forma.
"O que as pessoas precisam 
é de uma liderança jovem, 
honesta, 
brava 
e responsável",
e o nosso corpo 
da alimentação natural 
e saúde decente... 
e vários outros  detalhes.
O sistema político brasileiro 
está assolado pela corrupção 
e por profundas divisões 
ideológicas 
e devemos
ter,
uma nova forma de ver a politica
é assim uma única forma de extirpar 
esses tumores da politica hoje.
"Temos de ter uma revolução total", 
sem guerras, sem luta urbana, 
que muitos por ai conhecem, 
muito bem e não dá resultado,
O Brasil precisa.
"Os atuais políticos não fazem políticas 
para tornar o estado mais forte"...
ao contrario enfraqueceram o estado.
"Eles fazem políticas,
para extrair o máximo de recursos para si.", 
para seu bolso.
Tem muita Gente que tem tomar 
o Rumo de casa..
governadores, 
certos deputados federais 
e estaduais.
O estado brasileiro está 
impregnado desta sua própria cultura...
não temos infelizmente, bons politicos.
Combater a corrupção, 
tornando-a punível com a pena  severas
e estimular investimentos, privados,
não do estado.
"O dinheiro vai mudar a vida" 
por um reordenamento de situações administrativas do estado estado Brasileiro.
Essas opiniões encontram ressonância.. 
junto 
da sofrida classe média baixa, 
dividida entre o consumismo 
e a sedução da vida moderna.
"Estamos muito frustrados com a política do estado atualmente".
Eu quero mudança para a próxima geração...
não podemos esperar demais
Estamos pensando na direção certa 
e falando dos problemas do estado brasileiro, como corrupção, pobreza e economia em pandarecos.
"Acho que que combater isso terá sucesso."
"Eu acho que podemos consertar tudo o que está errado", 
sem ser consumido pela sujeira da política.
"São assustadores..dados desemprego no país, é devastador o desemprego.
É óbvio que essa tendência...deva parar..
Mas nada se faz para mudá-la.
Há um incêndio avançando..
ninguém,
nem  os bombeiros,
mas o fogo não vai purificar o ambiente.
Combate à recessão e 
estímulo ao emprego.
A retomada do crescimento..
Convivência pacífica entre os Brasileiros.
Desaquecimento na China,
Estagnação da Europa,
Incerta retomada americana..
O Brasil passa longe,
destes parceiros,
num 
enorme mercado interno. 
com crédito, 
baixa de taxas de juros 
e investimentos.
Elevados juros 
e mantidos,
num nível escandaloso é um absurdo,
sem demanda, 
a economia está recessão..
Juros custam centenas de bilhões 
aos cofres públicos..
Aumentar impostos se é sabido 
que os ajustes fiscais que dão certo 
são os que cortam despesas correntes.
Melhora na oferta de emprego 
e nas condições gerais de vida...
é o caminho.
Abaixo tecnocratas descompromissados,
pessoas normais se importam com isso...
economia agonizante, 
com desemprego elevado, 
desmotivação, 
falta de credibilidade 
e nenhum comprometimento.
Deaton diz 
que populações pobres "precisam que 
os governos os guiem para uma vida melhor".
Tirar os governos da jogada,
diz o economista, 
pode melhorar as coisas no curto prazo, 
mas deixa sem solução os problemas estruturais.
Chega de juros anormais, 
chega de falta de crédito, 
chega de dinheiro público mal gasto, 
chega de barbeiragens.
Em nossas casas, 
se não tem, 
não se gasta. 
Se não se sabe, 
não devemos fazer. 
Se não acredita, 
não devemos vender.
Nenhuma 
falsa ilusão...
Os que não sabem fazer,
...............................
vão para casa.