Rebel: Imagens, palavras..minha essência... um amigo da natureza

Rebel

LOOKING IN WINDOW


R.E.B.E.L - Most View- - Week- Top Ten

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Yelow.

Ouço uma música.
Outra música.
Coldplay...
Yelow..
Diferentes palavras, 
sempre iguais sentidos...
teclado 
voz de Chris Martin.
Olhe,
as estrelas
todas amarelas...
lembre-se talvez inexistam, 
lembre-se 
ou esqueça,
se eram uma vez,
continuam amarelas.
Não pense se existem..
Importa que brilhem para você..
Sempre há algum interesse,
naquilo 
que há ou exista,
ou existiu,
por trás da música..
do ser humano 
que escreve,
na sua verdade 
está na letra, 
na palavra...
Pensar 
nos outros, 
assim,
do belo 
ao insano, 
ou
que outros têm  ou
que nós temos, 
ou não...
bah, é....
Fazer comparações 
do tipo físico, 
ideias,
que é nosso, 
que é dos outros, 
adianta..
Adianta nada.
Pior,
leva a irritações.
Lamentar o passado,
impor-nos compromissos 
que criamos na fantasia,
tudo é pensamento criativo...
E se...
E esse tipo de pensamento
nos faz doentes, 
então pode matar-nos.
Doenças do pensamento.
Assim pensamos,
somos, 
ou não somos, 
saudáveis, 
agradáveis..
para nós, 
para os outros.
Insanos,
são más 
companhias mentais,
nos fazem desagradáveis, 
A vida é assim. 
Tanto coisa,
que podemos 
ser felizes,
quanto infelizes, 
por nossa própria adesão 
ou decisão,
Pensando bem,
os caminhos da vida, 
que tomamos,
podem ser dificis 
mais do que pareçam, 
mas podem ser,
ou são iluminados.
Tudo tão insano
das metas alcançadas..
do desejos a alcançar, 
dos melhores 
ou difíceis,
que sejam,
já sei ousar,
ou usar métodos 
corretos e eficazes,
de ser melhor.
Soluções justas, 
trabalhe, 
pense,
peça..
aja sempre 
pelos caminhos certos.
Quem persiste e vai à luta, 
está sempre mais à frente..
ou adiantado.
Tudo nos reserva grandes alegrias.
Mas que bom quando alguém diz..
"querido" 
vem dizer o 
que pensamos 
e gostaríamos 
de dizer a nós mesmos.
É a linguagem do coração,
transforma a adrenalina 
dos batimento,
sensações..
emoções...
boas.
Cérebro, cérebro, cérebro!
Felicidade
tem,
ou vem
como um frescor da hortelã,
o perfume da chuva..
o sabor dos frutos  
frescos e maduros,
colhidos na manhã
Noites enluaradas
Estrelas amarelas,
tudo é presságio 
de felicidade..
A primavera é vida 
sentida na epiderme..
As andorinhas...
os pardais..
Não sei se isso 
faz alguma diferença,
simplesmente dizem 
que é passado 
é o inverno.
E a razão, 
Ah! agora na sombra 
da calçada...
Não importa 
aonde pouse o olhar,
A primavera,
é tudo amarelo,
reacendendo sonhos.
O  silêncio.
O grito dos pássaros 
nem é  do consentido
mas traduz uma luta.
Pode ser um lamento 
ou descontentamento.
De repente nada mais 
consigo escrever..
Bom, afinal levei,
você a doces devaneios, 
palavras lindas 
e em sentimentos,
por instantes..
Não passará nunca,
o meu som da musica, 
muda..
a letra muda, 
nunca eterniza..
mas façamos de conta.
Não vejo perspectivas 
além das estrelas, 
antes de tudo,
não serão eternas.
Lembre-se.
Ouço uma música.
Yelow.
Outra música, 
diferentes 
e sempre iguais.
São como tu. 
Onipresente.
Tenho ouvido a voz dele..
como uma voz cantada 
nos meus ouvidos.
A música que 
fica tatuada na mente...
por instantes, 
até canto no banho..
Mudo meus braços e mãos, 
então 
estagnados 
sobre a 
velha mesa amarela 
de cerejeira..
velha...
onde tudo é presente,
ou 
já é passado.