Rebel: Imagens, palavras..minha essência... um amigo da natureza

Rebel

LOOKING IN WINDOW


R.E.B.E.L - Most View- - Week- Top Ten

terça-feira, 31 de maio de 2016

Experience Here.

Uma 
experiência,
uma reflexão.
Árvores
no caminho,
no meio 
da floresta,
onde
águas,
despencam rente 
na rocha,
onde
borbulham 

branqueiam 
todo curso d'água.
Árvores
Dialogam...
com 
a água.
Vendo, 
e
sentindo
o vapor, 
spray, 
em 
cada minuto,
senti
aqui
esta experiência.
Desenvolvi...
esta percepção,
como
num 
diálogo filosófico,
das
relações 
natureza, 
homem..
Metáfora 
minha
dizer, 
cada 
árvore 
é uma alma.
Senti,
que almas  
nos protegem.
Cada árvore..
é uma alma.
Há 
um 
sentido,
em 
tudo,
este
é o
meu,
é interessante, 
este presente,
pela
floresta,
pela
cachoeira..
onde 
descubro,
cada
olhar,
TODA VIDA 
NA FLORESTA.
Agradeço
cada  
raio luz,
cada árvore,
porque
cada raio de luz em
cada árvore
me permite 
assim 
ver   
e
sentir 
o que 
corresponde 
a uma alma...
Desta vez, 
num 
lugar 
meu,
uma 
lição 
séria 
quem dá 
é o verde..
seu 
verdadeiro sentido.
o essencial.
É
politicamente 
correto..
proteger..
ainda mas ser
sustentável,
quando 
existe algo 
delicado a 
nos acalentar..
só palavras,
assim,
árvores..
no mundo 
sustentável.
Eis a essência 
sustentabilidade
na sociedade 
humana, 
nada 
tem a 
meu ver..
com 
cinismo 
e hipocrisia,
que está por ai.
Do outro lado 
está a água..
árvores,
e o
verde,


Meu 
desejo 
de 
preservar
é 
incontrolável 
como incontrolável é admirar..
em princípio esta
aproximação, 
com ecologia é
definitiva.
Nada  mais
antissocial...
que 
destruir
árvores..
nos 
impossibilita 
o ar puro,
o clima 
agradável,
nada desvincula 
do sentimento...
que precisamos 
continuar..
preservando.
A experiência 
do sentimento, 
diante 
da floresta,
permite 
continuar 
no humanos
como espécie..
preservar  árvores
é um ato 
do amor 
ao homem..
que anda 
desvinculado 
desta busca, 
da 
sustentabilidade.
Um mundo, 
uma alma

O tempo passa, 
o rio flui.
O homem que 
se afasta 
da natureza..
está destruindo
o mundo
não apenas como 
seu destino
cria
um caos
e
um sofrimento..
Um destino,
água 
junto 
d'água,
árvores,
verde
é algo 
bem reflexivo..
Preservar
pela
ato de radicalidade, 
pela nossa
fragilidade,
nossas buscas
nossas leis.
Leis que impõem 
aos homens 
sustentabilidade
para que possam 
viver em comum,
sem recusa 
de sacrifícios.
que por isso 
serão impostos.
Minha câmera, 
não tem um 
tom pessimista, 
é algo esperançoso.
O destino dos homens 
nos remete 
a uma sustentabilidade
como 
nosso próprio corpo 
em buscada 
nossa preservação.
Nenhum corpo,
nenhuma alma
nenhuma experiência..
pode ser alheia a isso...
Claro tudo soa de que,
tem algo a dizer, 
tudo que pode é traduzir 
na experiência,
que 
soa como palavras...
Eu sou apenas 
um cara que foi
um menino pobre.
Aqui minha história 
muitas vezes parte 
é contada
a minha 
existência
as vezes 
cheio de 
resmungos...
Não 
nada 
será por acaso..
num corpo
numa mente..
junto 
arvores, verde
água.
nesta experiência..
esta leitura,
de
poder 
traduzir-se 
em palavras,
fotos, 
cada árvore 
é uma alma.