Rebel: Imagens, palavras..minha essência... um amigo da natureza

Rebel

LOOKING IN WINDOW


R.E.B.E.L - Most View- - Week- Top Ten

sábado, 28 de novembro de 2015

Nothing that Meets the Eye


Hoje 
não há 
nada,
que não se pague
ou 
para 
tudo 
se paga, 
menos por,
 
este pôr
do
sol.


Lá 
na cidade ao longe,
tudo 
se 
vende 
tudo se compra. 
Há valor econômico em tudo.
 
As relações humanas estão neste pé,
se transformaram
 
em transações 
comerciais 
e vende-se de tudo,
 
tudo mesmo,
 
Se precisar,
tudo vira mercadoria
 
e chance de lucro.
qualificá-la,
 
quantificá-la..
eis nosso mundo
produtivista, 
consumista 
e materialista.
 
É produtivista 
porque explora 
todos os recursos
 
e serviços naturais 
visando ao lucro 
e
 
não à preservação 
da natureza. 
É consumista 
porque, 
se
 
não houver consumo
 
cada vez maior,
 
não há também
 
produção 
nem lucro. 
É materialista, 
pois sua 
centralidade 
é produzir 
e
 
consumir 
coisas materiais 
e não espirituais,
 
ausente está a cooperação 
e o cuidado 
e a solidariedade 
entre as pessoas.
Tudo Dominado 
por 
estes 
desejos,
Ainda 
e cada 
vez mais interessados 
no 
crescimento quantitativo,
como ganhar mais
do que no desenvolvimento 
qualitativo 
que é como viver melhor 
com menos 
sem harmonia com a natureza,
 
sem equidade social
 
e
 
sem sustentabilidade.
Óbvio isso não vai dar 
certo isto,
eu continuo a desfrutar 
do pôr do sol 
e dizer comigo
não há dinheiro que pague
 
um pôr,
do
sol. 
Não 
se 
compra na bolsa..
no mercado...
até por 
não 
estar à venda.
Não há nada 
que satisfaça 
meus olhos
aqui..
Nada que satisfaça 
os olhos, é tão
ou mais,
livre e gratuito,
que 
um pôr do sol.