Rebel: Imagens, palavras..minha essência... um amigo da natureza

Rebel

LOOKING IN WINDOW


R.E.B.E.L - Most View- - Week- Top Ten

terça-feira, 4 de julho de 2017

Rua Riachuelo Curitiba.

Palácio Riachuelo. 
ano,
1975, 
aqui
morei.
Rua Riachuelo,
Curitiba,
preciso 
dizer mais.
Foi este palácio.  
de um imigrante sírio 
que o construiu 
em 1920, 
A data de inauguração,
1929,
está inscrito 
no topo até hoje.
O andar térreo,
usado
em lojas comerciais 

os superiores,
como 
moradia.
Casas Pernambucanas..
de 1935 
até quase
o final da década de 40. 
Em 1946, 
Feira 
de Retalhos. 
Atualmente é
um Pensionato.
Rua Riachuelo 
esquina 
rua São Francisco, 
Curitiba.
Esta  rua
é
Mal falada, 
melhor dizendo 
é uma
zona de 
Meretricio.
Rua Riachuelo 
até meados 
do século 20,
concentrava
parte do comércio 
elegante da cidade 
de Curitiba,
se converteu, 
pouco a pouco, 
em sinônimo 
de botecos 
pé-sujo, 
baixa 
prostituição, 
tráfico 
e mendicância. 
Já foi chamada 
de Boca do Lixo. 
E nos últimos tempos 
ganhou apelido de 
Cracolândia Curitibana. 
Um currículo e tanto.
Basta pensar nos 
rituais diários 
dos cerca 
de 70 lojistas da região. 
Pela manhã, usam
a mangueira de água 
e encharcam 
as calçadas 
de desinfetante. 
A Riachuelo é assim, hoje 
um crônico 
ser ou não ser.
Uns dizem que a culpa 

foi dos ônibus 
expressos, 
que nos anos 70 
transformaram 
o rua de
Boulevard, 
num corredor. 
Outros, 
por ironia, 
citam que 
foi
a retirada dos ônibus, 
em 1995, 
que
deixou 
a via à própria sorte. 
Há quem diga que 
o problema 
é que
da Riachuelo 
é uma rua
estreita, 
sem perspectiva,
pouco 
atraente 

está na periferia 
da Rua XV 
esta 
a
principal de Curitiba. 
Por castigo, 
ficou assim.

Crises até ruas tem.
Crises
têm o vigor de sacudir,
tirar do prumo,
revigorar.
A gente fica atiçado 

com os desafios.
Quanto mais difícil, 

mais inatingível,
mais errado, 

mais motivador
ou melhor. 
Se for 
para bem,
que seja assim
que tudo,
dê certo.

Mantra: 
se for para 
o seu bem, 
então,
tudo dê bem,
tudo,
vai dar certo.
É sempre igual.
Basta a gente 
querer, pra 
achar,
o que é o melhor.
Não,
Fica cego 
ou só
focado,
olhando 
em uma 
direção,
sem nem,
cogitar 
que 
há sempre 
outra direção.
Havia um 
tempo que..
morei ali.., 
no
Palácio Riachuelo 
em Curitiba.
Me chamaram 
para uma entrevista...
para Trabalhar 
em vendas de Livros.
Conheci um  
vendedor,
e amigos
queria que fosse 
morar, 
morar no alto 
da quinze perto 
da Reitoria. 
Depois de muito tempo 
e ponha 
tempo nisso, 
alguma coisa 
como ontem,
ela mesmo 
me adiantava..
eu sei, 
mãe é mãe,
Dizia,
se for para o meu 
bem vai dar certo. 
Até que 
chegou hoje 
penso nisso. 
Eu pensando 
que teria sido 
da minha vida 
se todas 
aquelas coisas
que eu queria 
tão 
desesperadamente 
e todas
tivessem acontecido.
Algumas aconteceram
Ter me mudado 
para Curitiba 
aos 16,
me casado 
aos 31,
tornado
ou
virado 
Médico em Pelotas
Eu sempre
tive predileção
por boas
pessoas, 
pelas boas
ideias, 
pelos bons projetos.
Mas acima de tudo, 
pelas mudanças.
Mudanças
vêm para sacudir, 
tirar do prumo, 
revigorar. 
A gente fica atiçado 
com desafios. 
Quanto mais difícil, 
mais inatingível, 
mais penoso, 
melhor.
A minha às vezes 
minha mãe,
rezava por mim,
eu sei.
Porque toda mãe sabe 
que um dia a gente 
vai embora,
é só chegar 
o dia,
que 
o caminho 
fica mais claro, 
ai a alma mais leve 
e o coração tranquilo. 
Não precisa ser hoje,
o amanhã não 
pode esperar, 
até o final do ano. 
A gente começa 
a distinguir 
o que quer 

por onde quer
ir 
é
de toda 
tentação em ir, 
que tudo
aparece 
com mais graça 
e mais cor. 
Fica simples 
e fácil dizer 
sim para aventura,
não é só razão
tudo,
tem que ter emoção.
Difícil é imaginar a vida 
como teria sido, 
sem que nossa mãe 
tivesse rezado, 
por qualquer 
coisa 
que a gente queria. 
A maravilha 
do destino, 
do carma, 
do deixa a vida 
me levar, 
do que se
quer 
que seja,
resta é descobrir 
o tanto que 
a gente teria, 
se privado for
que seja aquilo 
que não era,
para dar certo,
ou
que tivesse 
se tornado 
a nossa vida.
....
Não teria 
viajado 
pelo mundo 
de mochila. 
Não teria amizades 
tão duradouras. 
Não teria trabalhado com 
pessoas excepcionais. 
Não teria tido paixões 
inesquecíveis.
Não teria 
encontrado 
o amor da 
minha vida.
Não seria 
quem 
eu sou
com 
minhas
dores
e alegrias...