Rebel: Imagens, palavras...a essência... a natureza

Rebel

LOOKING IN WINDOW


R.E.B.E.L - Most View- - Week- Top Ten

quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

Capuccino

....
Acredito 
nas imagens, 
incluídas 

nas 
memórias
que não 

se perdem 

no tempo,
acredito 

muito
mais ainda
se a imagem 

for 

de um anjo.
Não é..
minha fantasia 

só,
acho que 

não 
é imprescindível 
a realização 

plena 
das fantasias, 

às vezes basta 

se aproximar
delas,
que se tem
momentos 

excitantes....
atos reais 
que surgem do 

imaginário, 

que desembocam 

num resultado,
um mundo 

fantástico,
de sedução, 

desejo 

e prazer, 
a realidade 

que nos toma,
que é sempre 

ou mais 
convincente 

do que...
uma simples 

fantasia...
onde 

aventura é 
a realidade....
Nos 

reencontramos
e 

depois
de um 

capuccino real...
do aquários
na manhã...
restou
uma caminhada 

na rua XV,
até seu apartamento.
Tudo que digo 
não 

são apenas 

divagações,

Este é parte

do nosso mundo...

Há sempre dentro 
de nós 

uma verdade 

as vezes 
incompreendida... 
e num momento

que chega 
se torna real
trás

ou

encontramos 
algo revelador,  
o sentimento real,

que é

mais revelador. 
Senti diretamente 

os efeitos desse encantamento. 
No meio do caminho lembrava 

de dezenas de 
boas lembranças.. 
que misturam-se 

aos desejos, 

e fascinações..

de jovens nada incomuns.  
Da mulher, que tu és,

não sei qual revelar.. 
qual é 

a melhor lembrança, 
sempre há a outra,

Em mim 
uma doce memória.. 
e a presença de fantasias 

e uma realidade atraente,

da faculdade de Medicina,

mas o que nos rodeava,

era
cada uma mais excitante.
HÁ fatos...

além das fantasias 

cada uma sempre 
mais atraente,

Num dia que a encontrei, 

na revisão de anatomia

ela disse...
O que você quer
além da Medicina,

meu 
bom colega.
O que procura..,
além de ser um bom médico,

será igual a mim.
Sim, nada demais estar 
aprisionado pelo saber..

Eu não sei...

nem fazia 
de conta 

que sabia que iria vir,
do nada..
muito além,
detalhes anatômicos reais. 
Como que sua mente 
dizia,

você precisa de mim
eu preciso de você 

para realizar as 
nossas fantasias.
Voltando a Pelotas,

Quando entrei,

de novo em

em sua casa,

foi generosa ao 
me mostrar

o lugar onde vivia,

relembramos 
imagens suas, 

pessoais do tempo 
de faculdade,

das cartas 
que 
escrevemos.

no correr 
do tempo,

voltamos a 
ter o prazer,
sem obstáculos,
nem timidez..