Rebel: Imagens, palavras..minha essência... um amigo da natureza

Rebel

LOOKING IN WINDOW


R.E.B.E.L - Most View- - Week- Top Ten

quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Amor e Sexo

...
Complicado,
tudo,
Entender,
e fazer isso, 
é compreender
e dá trabalho,
mas é
individualmente, 
criativo e maravilhoso.
A vida será sempre 
fonte 
de conflitos 
e de
enormes dificuldades.
Impossível,
não haver problemas.
O ser humano não se vê como ele é. 
Ele se idealiza demais 
como ser humano, 
ai está,
que é, 
muito dos problemas 
acerca da existência.
Do amar o próximo,
até
a
Compaixão... 
O amor.. 
é essencial 
para 
a felicidade de cada um...
ao mesmo tempo 
é complicado, 
sua realização de fato. 
Temos impulsos e
sempre duas grandes 
motivações...
em cada ser.
O desejo de bem-estar... 
e a realização dos sonhos.
O desejo é
vital 
em cada um...
requer ousadia 
é arriscado,
muitas vezes,
tem lá 
sua ambivalência,
é 
incômodo, 
instável, 
inovador. 
O amor
nos leva 
a nos sentir...
em dois polos,
somos
tranqüilos
e exaltados,
transgressores, 
e
seguros,
intensos, 
ternos,
apressados, 
fiéis 
e livres, 
imanentes 
e transcendentes.
No amor 

a sexualidade 
deve ser feliz 
e criadora...
como um diálogo.
numa liberdade 

compartilhada,
sem impor..
sem obrigar...
Não é possível,
a boa sexualidade
se há competição..
ou se há
um dono
da verdade,
ou de um ser
proprietário do outro,
ou do outro ser
sem
ser amado, apesar de o amor 
impor sempre um certa 
possessividade.
Toda vida é imprevisível, 
cheia de surpresas 
e descaminhos.
se excluímos 

alguém, 
numa relação 
temos ai, 
o sexo quase 
como
uma masturbação 
solitária...
Toda
conversa erótica 
é estimulante, 
podendo
ser interminável 
e ai sempre
depende do respeito 
e do cuidado com que 
se ouve 
ou se presta atenção ao par.
Um bom diálogo 
se faz quando 
há a capacidade compreender,
de se deixar contagiar 
pelo outro ou outra, 
em todos os níveis. 
ai é o diálogo erótico.
Na vida amorosa, 
não deveria existir 
monólogos amorosos,
e sim diálogos,
e sempre
na boa vida amorosa...
sempre há 
um bom interlocutor. 
Portanto há muita
banalização das 
relações amorosas, 
hoje é artificial 
ou superficial, 
desde o contato 
das pessoas, 
ao orgasmo obrigatório, 
isso
faz as pessoas,
indivíduos infantis, 
chatos, 
preguiçosos, 
covardes 

fracassados 
no amor 
e no sexo..
Que importa é 
a valorização 
profunda 
e terna 
da intimidade, 
da reciprocidade 
com equilíbrio, 
do cuidado, 
da admiração, 
da valorização 
e do respeito..
Se deixar 
tomar pelo afeto 
e ter afeto.
o diálogo mais que 

necessário..
soa ai 
para que tenhamos
amor e 
uma sexualidade feliz.
Toda idealização
É uma farsa, 
sejamos 
nós mesmos.