Rebel: Imagens, palavras..minha essência... um amigo da natureza

Rebel

LOOKING IN WINDOW


R.E.B.E.L - Most View- - Week- Top Ten

sábado, 11 de março de 2017

Os Miseráveis

Há 
um
sentimento,
e ai.
quando te toma,
percebes bem mais,
na luz do dia,
que pessoas 
próximas.
andam 
cada vez mais
longe, 
distantes,
e tudo anda 
neste movimento. 
nestes passos,
é por onde caminha 
a humanidade hoje,
é 
demasiado grande 
para 
se compreender,
mas é 
bem isso.
Bem.
Cada dia 
é um adeus..
cada dia,
mais 
distâncias 
das Utopias,
Fraternidade,
Igualdade,
Solidariedade.
Cada dia
o mundo mais 
estranho,
não mais o lugar,
onde 
deveria 
haver um 
movimento, 
um
caminho,
em direção
das utopias
que sempre 
seduziram 
os homens 
de bem,
na humanidade.
Mas vejo
tudo sentido
em contrário,
o distanciamento 
em vez
da 
aproximação,
o digitla e o virtual 
tomando conta,
num caminho da 
danação,
do caos doa afetos,
Sinto tudo
mais distante
tudo mais
e mais,
longe,
a
Fraternidade,
Igualdade,

Solidariedade.
sumindo 
no horizonte 
da humanidade.
..... 
Então
esta 
foi 
mais 
uma noite..
pensando
na 
ingratidão
no cinismo,
na indiferença.
na mesquinhez,
em 
todos miseráveis 
que nos rodeiam,
todas 
misérias
que movem 
pessoas,
que 
movem 
o mundo
de cada um,
suas cabeças com suas
cobiças,
na roupagem
no corpo, 
onde 
tudo
é hipocrisia
onde está tudo envolto 
nas relações
dos seres humanos,
isso
é tudo, mas 
muito triste,
ou demasiado,
triste,
é o que sinto 
mais caads dia qu sai por ai,
refletindo, 
absorvendo já sob 
a luz das estrelas
na escuridão da noite,
é tudo que a noite
provoca em você. 
Nada a reclamar
Nada a oferecer,
além de sentir
esta miscelânea 
esta confusão,
que é tudo isso   
que se move,
é indigno,
repugna.
É da nossa 
natureza,
porém
insistir,
encontrar 
soluções,
superar,
e
se superar, modelos anacrônicos.
Miseráveis somos 
todos nós, 
uns menos,
que outros.
O ideal 
seria
não 
existir
nada assim no mundo, 
atrás.
á frente.
ao lado, 
ou antes,
mas a vida
não é bem
assim. 
Apesar 
de tudo,
a vida pulsa,
deve 
e precisa 
continuar.
Num momento
na varanda
senti
o ar suave,
lembrei da
amiga 
distante,
olhei,
estrelas tão brilhantes,
pensei que duas delas 
fosse o seu olhar,
não és deste mundo
Mas sei
que deveria o mundo que 
de via
parecer  de sonho
não de parece ser 
lugar para desesperos 
e deseperados,
Viva la Vida,
que a bondade 
a
solidariedade
sejam reais
motivos 
para revolucionar 
o mundo.
Diria Victo Hugo escritor Francês.
pensador 
e escritor Francês.
Não há nada como 
o sonho 
para criar um futuro.
Utopia hoje..
agora.