Rebel: Imagens, palavras..minha essência... um amigo da natureza

Rebel

LOOKING IN WINDOW


R.E.B.E.L - Most View- - Week- Top Ten

domingo, 23 de abril de 2017

A Letter, Once Upon in Porto Alegre

Castelo.
Pode imaginar um.
Ah e quem  
na vida tem um..
A gente constrói..
A gente destrói..

gente sente,
são,
"Amores Imaginários". 
Revelo...
como 
era meu estilo..
nos anos 80...
ou 1985.
Com você....
cada instante...
Era a felicidade..
Um dia assim 

de óculos escuros..
trocava 
as sombras..
pelo
olhar..
por algo 
tão excitante  
veio a mente 
lembrei 
do colorido, 
trocas..
o ambiente
psíquico...
junto 
a natureza...
era tudo 
em você 
tão sensual,
Voltando
"Amores Imaginários", 
Foi uma 
história 
de amor.
Linda 
e Cool,
Por quem me apaixonei...
e foi 
por você..
quase..
ou será... 
até hoje
mas  foi ..
claro..
Amor e Imaginação..
tem tudo a ver ..
um ótimo combustível 
para nossas mentes..
A flerte..
a irresponsabilidade 
e frescor, 
da época..
A história, 
em si, 
é bela..
significa muito..
o quase..
Nada...
de saudosismo.
Sim...foi a algum tempo..
1985 o ano
As referências.. 
da época.
musicais, 
Pepino de Capri.. 
musica: Roberta
Cinematográficas, .. 
Era uma vez na america,  
de Sergio Leone ..
tinha um fundo...
bela história de amor 
de Judeus  
e envolve italianos 
na America
Literárias.chilenas..
Pablo Neruda
De otro. 
Será de otro. 
Como antes de 
mis besos.
Su voz, su cuerpo claro. 
Sus ojos infinitos.
Ya no la quiero, 
es cierto, pero tal vez la quiero.
Es tan corto el amor, 
y es tan largo el olvido.
Porque en noches como 
esta la tuve entre mis brazos,
mi alma no se contenta 
con haberla perdido.
Aunque éste sea el último dolor 
que ella me causa,
y éstos sean los últimos versos 
que yo le escribo."
(do "Poema 20".
...
Ah...
pode até soar como 
um tanto 
Esnob..
mas uma. coisa..
Mas não é...
No fundo,  uma fase. divertida,
até porque esta inserida. no meu mundo
Pois é pretendia retratar...
algo parecido..a foto
Como escreveu a  escritora..
Isabel Allende,
Não me arrependo de nada que faço
Não me arrependo de nada que fiz
Me arrependo de tudo que não fiz
Bem..voltei no tempo..
lá não faltava ambição..
na juventude é assim.. 
mas isso não deve 
ser confundido 
com desinibição...
foi..
meus beijos.
Sua voz, 
seu corpo claro.
Os seus 
olhos infinitos.
talvez eu amei por isso.
O amoré cego.
O amor 
é tão curto
e tão longo
o esquecimento...
vem..
mas seu não 
esqueci..
de você
Porque em noites como 
esta eu 
segurava meus braços,
minha alma está 
perdida sem você.
me causava,
tantas emoções,
agora..
tão distante 
escrevo.
soa tudo..
hoje como um 
amor imaginário 
de filme..
O castelo 
está vazio. 
Já sai dele.
Escrito 

fotos 
Rebel