Rebel: Imagens, palavras..minha essência... um amigo da natureza

Rebel

LOOKING IN WINDOW


R.E.B.E.L - Most View- - Week- Top Ten

quinta-feira, 4 de maio de 2017

Rebels

Ah,
o ato 
de sentir,

hora
de sair,
como é bom, 
como é difícil 
perceber,
se dar conta,
que é disso
que
precisamos.
Na juventude...
Nossos pais 
sempre 
estão 
esperando, 
por isso
Na vida
é tudo,
uma 
busca 
dos nossos 
sonhos. 
Nada estranho 
ser assim.
Mas na vida 
somos maduros
quando 
percebemos
e podemos 
e precisamos
andar sozinhos.
...
É assim,
somos 
rebeldes
com 
nossos pais,
por um tempo
achamos, 
que
eles
nunca 
nos dão tudo..
E
durante 
um 
tempo longo,
o que temos  
vem 
quase só deles.
Mais grandes, 
começamos
a desejar 
coisas,
que eles não 
conseguiriam 
nos dar
nem se quisessem 
para
nos ver
eternamente 
satisfeitos.
Acredito 
que grande parte
das nossas satisfações,
vem deles e em algum
ponto da nossa vida
parecem ser responsáveis
por nossas frustrações.
Nossos Pais...
são assim visto por nós.
Na vida
nós sempre resistimos a deixar
que os outros 
nos transformem,
e isso acontece,
porque temos 
uma memória viva..
e quem sabe 
ressentida,
de quanto 
fomos 
transformados
por alguns outros 
no
começo de nossa vida.
Essa intuição sobre 
os pais...
pressupõe uma mágoa,
pelo próprio peso 
que eles
tiveram na nossa infância,
uma mágoa fundamental,
só por eles 
terem criado
e moldado a gente.
Obviamente, 
essa mágoa,
que anima 
a rebeldia adolescente,
é, de fato, mais 
uma marca dos pais.
Pois mesmo os pais 
mais invasivos
nunca deixam de sonhar 
com
a autonomia dos filhos.
Hostilizamos os pais 
e fugimos deles
sabemos que eles 
querem nos ver livres
e não gostam que se 
prolongue 
a sua influência,
sobre nós.
E assim, 
saindo por ai,
realizamos 
um desejo deles.
de um dia andar sozinhos.
No sentido contrário,
há outro desejo,
que ficássemos 
em casa 
para sempre.