Rebel: Imagens, palavras..minha essência... um amigo da natureza

Rebel

LOOKING IN WINDOW


R.E.B.E.L - Most View- - Week- Top Ten

sábado, 29 de julho de 2017

Cubismo

Obra do espanhol Juan Gris (1887-1927) mostra e prova, que o cubismo é muito mais complexo do que comumente se estuda. "Gris deu ao cubismo um olhar múltiplo. Ele usa as cores de modo muito apurado e dialoga com outras escolas, como o futurismo. Também mistura o figurativo e o abstrato."
O Cubismo é um movimento artístico que ocorreu entre 1907 e 1914, tendo como principais fundadores Pablo Picasso e Georges Braque. O Cubismo tratava as formas da natureza por meio de figuras geométricas, representando todas as partes de um objeto no mesmo plano. A representação do mundo passava a não ter nenhum compromisso com a aparência real das coisas. O movimento cubista evoluiu constantemente em três fases: Fase cezannista ou cezaniana entre 1907 e 1909 - Fase analítica ou hermética entre 1909 a 1912 - que se caracterizava pela desestruturação da obra, pela decomposição de suas partes constitutivas; Fase sintética (contendo a experimentação das colagens) - foi uma reação ao cubismo analítico, que tentava tornar as figuras novamente reconhecíveis, como colando pequenos pedaços de jornal e letras.
Traços: geometrização d formas e volumes; renúncia à perspectiva; o claro-escuro perde sua função; representação do volume colorido sobre superfícies planas; sensação de pintura escultórica; cores austeras, do branco ao negro passando pelo cinza, por um ocre apagado ou um castanho suave.

Há os que acham que cubismo é fases:
Cubismo Analítico - (1909) caracterizado pela desestruturação da obra em todos os seus elementos. Decompondo a obra em partes, o artista registra todos os seus elementos em planos sucessivos e superpostos, procurando a visão total da figura, examinado-a em todos os ângulos no mesmo instante, através da fragmentação dela. Essa fragmentação dos seres foi tão grande, que se tornou impossível o reconhecimento de qualquer figura nas pinturas cubistas. A cor se reduz aos tons de castanho, cinza e bege.
Cubismo Sintético - (1911) reagindo à excessiva fragmentação dos objetos e à destruição de sua estrutura. Basicamente, essa tendência procurou tornar as figuras novamente reconhecíveis. Também chamado de Colagem porque introduz letras, palavras, números, pedaços de madeira, vidro, metal e até objetos inteiros nas pinturas. Essa inovação pode ser explicada pela intenção do artistas em criar efeitos plásticos e de ultrapassar os limites das sensações visuais que a pintura sugere, despertando também no observador as sensações táteis
Cubistas e artistas com obras cubistas

Pablo Picasso
Georges Braque
Juan Gris
Kazimir Malevich
Lyonel Feininger
Fernand Léger
Umberto Boccioni
Robert Delaunay
Diego Rivera
Alexandra Nechita
Tarsila do Amaral
No Brasil houve uma pluralidade do cubismo. Também fica claro que o movimento, um dos principais das vanguardas modernas, não se restringe aos medalhões Picasso (1881-1973) e Braque (1882-1963). "O Cubismo e Seus Entornos, tem como a do francês Fernand Léger (1881-1955) em diálogo com a obra de Tarsila do Amaral (1886-1973). "Devemos ter uma leitura da história da arte que considere a obra dos artistas sul-americanos em um mesmo nível que nomes mais estabelecidos da Europa. Vicente do Rego Monteiro [artista pernambucano, 1899-1970] e Emilio Pettoruti [artista argentino, 1892-1971] criavam ao mesmo tempo e com a mesma potência que cubistas famosos","Descentralizar" a leitura crítica sobre tal vanguarda já na sala de entrada da exposição, que, justamente, tem obras de nomes sul-americanos. Além de Monteiro e Pettoruti, o destaque recai sobre guaches do poeta chileno Vicente Huidobro (1893-1948).