Rebel: Imagens, palavras..minha essência... um amigo da natureza

Rebel

LOOKING IN WINDOW


R.E.B.E.L - Most View- - Week- Top Ten

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Parque Nacional do Iguaçu.

Algumas das fotos de Foz 
parecem tão exóticas e luxuriantes, 
quanto a vegetação,
suas águas, 
cachoeiras etc...
PAISAGEM 
É LINDA 
E VASTA ,
instável 
e anfíbia,  
assim nada 
mais  
a dizer..
OU MUITO A DIZER,
VAMOS LÁ...
só as fotos das Cataratas 
e da Floresta 
no Parque  Nacional do Iguaçu  etc...
escrever só não ajuda 
quem pretende retratá-la
de modo convencional...
fotos sim...
É o que escrevo  sobre esta maravilha
depois da excelente introdução..
em termos de elogios
na "Foz que vi",
Ah isto devera estar um dia numa 
exposição
fotos de flores, águas etc...
Mas gosto  de tudo, 
na paisagem...
pela natureza..veja,
Acho que Foz,
é melhor de tudo que é construído por homens
ou 
pessoas que vivem por aqui..
na nossa mãe terra,
mas destaca-se até mesmo nas imagens 
que mostro
e que tirei aqui 
em Foz do Iguaçu...
na cidade, 
n'água.
Barcos flutuantes, canoas 
ou 
Boats 
à beira da garganta,
na queda
de água... 
carregadas de gente, 
águas borbulhantes 
e agitadas na queda. 
até pedaços
ou pequenas toras de madeira vi, 
os boats,
se entrecruzam com as quedas 
na garganta da foz
talvez estejam entre os maiores 
atrativos dessa exposição de fotos 
e do meu olhar.

Equilibrados entre a cidade, 
o rio 
e a selva,
encontram-se bairros..
hotéis  
de altíssimas qualidade 
com telhado das antigas 
estilo de 1900 alguns,  
e na entrada,
o marco das três fronteiras,
Argentina, 
Brasil,
Paraguai,
muita coisa mestiça entre a favela, 
a mata...
e o Rio Iguaçu.
Muitas árvores
e por isso madeira na mata virgem nada,
planta-se 
pouco,
a maioria é tudo natural,
todas as fotos é de locais 
que estive,
parecem tão repletas,
luxuriantes e apinhadas 
quanto a vegetação de foz.
O difícil de fotografar, 
mais a garganta do Rio Iguaçu,
pelo spray
e a floresta,
notam que 
há muitos nativos 
animais,
os quatis pequenos 
e  seu habitat 
junto 
às árvores 
e as plantas...
mas a natureza 
é esta 
e próximas demais.
Exceto da janela do onibus,
e são bem chatas aquelas 
fotos tiradas dali,
não há nenhum ângulo "panorâmico", 
de onde se possa oferecer 
uma visão geral da paisagem.
Sem dúvida, 
uma abordagem minha 
vinda daqui, 
a
dos locais das
visitas as todas 
as maravilhas,
retratando 
os locais 
em algumas 
fotografias, 
o espelho negro 
as vezes 
um cristal 
ou esbranquiçado
da água é tão liso 
e plácido que 
se torna impossível distinguir 
entre a árvore 
e o seu reflexo...
outras vezes 
a água se tornam violentas 
que dá um certo medo como 
ficar a beira da garganta 
de caída 
da água, das Cataratas. 
Formas fantásticas, 
como aranhas 
ou estrelas, cabeleiras,
 desabrocham entre 
os limites  
da rocha e da natureza 
que rodeia o local 
e a queda da água
muitos metros quadrados 
de emoção que 
perduram na moldura...
agora das fotos que lá fiz.
Como tudo é as vezes  
colorido 
ou em branco e preto, 
tem mais ou perde-se de vez 
a noção de perspectiva.
Mas atenção,
 escondido entre 
os galhos, muitas vezes,
curioso e minúsculo, 
o rosto de quati
ajuda-nos a compreender 
as proporções 
de cada acontecimento 
vegetal...
como as orquídeas.

Depois das fotos  
vista com sua nitidez , 
torna-se ainda maior o prazer 
de folhear este blog..
sempre belas imagens 
desde as antigas daqui
que vou levar amostras 
quando voltar.
Será algo saturado 
de verde... 
verde que seria 
de esperar numa

viagem pelo parque, 
desde o aeroporto, 
com floresta a volta, 
As imagens, às vezes, 
se inunda de águas 
e flores com um pouco de pálido amarelo a indicar o Rio,
que alguns quadros parecem quase abstratos.
Ou então plantas carnivoras,
insetos, sapos, vitória regia, ocupam toda a extensão
do olhar reiterando a impressão que tive daqui, a vista oscila entre dissolver-se na amplitude ou apequenar-se no detalhe microscópico.
Interessadíssimo na visita 
a um orquidário local,
restaurantes , igrejas, 
quais podemos ver, 
como bem se sabe tem 
num local turístico 
Para não esquecer 
Foz do Iguaçu,
não é menos exótica, 
menos estereotipada, 
do que nossas vagas 
imaginações catarinenses.
Aliás, com tantas secas
e enchentes 
pelo Brasil 
por aqui 
e a ali,
talvez o leitor urbano acabe 
por tomar aqueles iguapes,
barcaças e barrancos 
como velhos conhecidos 
meus e seus.
Fotos e Texto Rebel