Rebel: Imagens, palavras..minha essência... um amigo da natureza

Rebel

LOOKING IN WINDOW


R.E.B.E.L - Most View- - Week- Top Ten

quarta-feira, 11 de novembro de 2015

7

Agora a Terra atingiu 
o sétimo bilhão
quantas pessoas 
a Terra aguenta?
Não há otimismo
A mudança climática é uma ameaça 
à produção de comida, à vida das espécies, 
incluindo a humana, com mais clareza do que há 12 anos.
Há riscos quanto a produção e uso da comida no mundo hoje.
Há uma "receita para o desastre".
O progresso científico trouxe razões 

para nos preocuparmos mais.
Nos últimos anos o preço dos alimentos subiu muito, em boa medida devido à competição com biocombustíveis e outros usos industriais da comida.

Com isso, a fome aumentou.
As colheitas diminuíram por causa da mudança climática.

e pesam os dois fatores, uso industrial e clima.
Outra questão é a crescente riqueza em alguns países em desenvolvimento.

A quantidade de carne consumida por pessoa na Terra subiu, se não me engano, quatro vezes desde 1961. Países antes pobres, como a China, aumentaram enormemente a demanda, e muito do gado é alimentado com grãos, cultivados em terra agricultável que podia ser usada para plantar comida.
Os ricos conseguiram melhorar sua dieta, o que é bom,

mas às custas dos pobres, que não têm como bancar a competição com os animais.
Em 2009-2010, o mundo cultivou 2,3 bilhões de toneladas métricas de cereais.

Do total, 46% foi para a boca de pessoas, 34% for para animais e 18% foi para máquinas -biocombustível, plásticos.
Nosso sistema econômico não precifica gente que passa fome.
A fome é economicamente invisível.
Não é que não possamos alimentar as pessoas -com o que se planta agora, poderíamos alimentar de 9 bilhões a 11 bilhões.
O problema é que os pobres não têm renda.
E uso de métodos anticoncepcionais.. e o mundo pode bancar isso facilmente.
Assegurar que todos tenham uma educação de boa qualidade no ensino fundamental e médio, que permita às pessoas ter renda e ser trabalhadores capacitados.
Isso também melhoraria a velhice, pois gente bem educada na juventude envelhece com mais saúde. 

E, quando os jovens vão à escola, 
eles se casam mais tarde.
Mulheres educadas costumam ter menos filhos,
Por um lado, as mulheres e meninas receberam mais educação, 
e houve quedas tremendas na taxa de fertilidade.
Por outro, a queda na fertilidade faz com que haja menos crianças precisando de escola.
As duas coisas andam juntas.
A educação reduz a fertilidade, e a fertilidade mais baixa melhora as oportunidades para a educação, se a sociedade quiser.
As taxas de mortalidade caem...

e seus filhos sobrevivem melhor.
Há no mundo uma situação instável ecológica, política, econômica e socialmente.

É a receita para o desastre...se continuar isso.