Rebel: Imagens, palavras..minha essência... um amigo da natureza

Rebel

LOOKING IN WINDOW


R.E.B.E.L - Most View- - Week- Top Ten

domingo, 2 de agosto de 2015

Rumo ao caos.

Acostumado a passar emoções...
Silenciosamente...
E continuar alimentando-as.
No meu momento  
de inspiração, 
amanhã...
pode não ser...Andei assim,
enquanto a água cai.. 
e molha o meu rosto...
aqui...nesta brancura incessante...
no aquecimento global,
sustentabilidade,
na catástrofe da superpopulação.
Para mim, tudo soa como profético,
é um horror pensar...
na desgraça... 
que a vida humana constrói..
Por que destrói...
a natureza,
mas aos poucos..
vamos conseguir...
Cedo ou tarde como predadores 
acabaremos com a natureza.
"Isso vai acontecer".
e em nós já que o que nos move
não é salvar o planeta,
Não...
soa como algo triste.
O mais interessante  

que pensava numa 
razão certa...
de haver motivos suficientes..
para este abismo próximo.
Alguém deverá
fazer
algo para acabar 
a superpopulação...
a própria natureza silenciosamente...
....que tal
Em um século,

a população do mundo triplicou. 
Nascem 250 mil pessoas a cada dia.
Eu me preocupo. 
Problemas como 
desmatamento, 
poluição,
violência, 
destruição na camada de ozônio 
e fome 
estão ligados à superpopulação.
O que resultará a respeito 
é algo impossível de responder.
Se tivesse a resposta, 
não estaria escrevendo.
Os lugares mais sombrios do inferno,

estão reservados 
àqueles que se 
mantiverem  indiferentes,
as dores do planeta..
É uma observação interessante.

Não sei.. 
e quem mantém a neutralidade...
Aqui sou ativista...da  natureza...
Estou no lugar certo...
talvez no momento errado...
ou não sou o cara certo 
para estar aqui.,,,
Não manter a indiferença tem 
a ver com escrever, 
sobre o problema.
Cada ser tem uma 
ou mil razões..
de posições..para não ser indiferente sobre a sustentabilidade...
Só mantém a sua posição quem  
defende sua causa e é que 
determina o que se pensa a respeito...
é quem emite uma opinião.
Não digo o que temos de fazer
porque 
não sei  bem o está ao nosso alcance que é que temos de fazer.
Eu sempre tenho algo a dizer. 
O mundo vai acabar 
é o que importa...
uma afirmação certeira...
Assim afirmações assim costumam gerar reações agressivas, temor etc..
com isso,
mas as pessoas levam muito a sério isso.
Escrever represente uma voz importante, mas alguns não gostam destas 

e de outras coisas...
relativo ao planeta Terra.
O importante é a ser transparente, 

fazer a história fluir. 
Tento comprimir  minhas razões..
E  se não há tensão pela 
falta de água...
aumento de CO2,
fome..
violência..
é tudo pela indiferença...
Se encontramos
causas..
vendo o planeta por ai.. 
caindo e pedaços..
beijando nossa existência...
Superpopulação...
gente demais..
Carros..
motos..
Aviões 
e jatos 
para todos os gostos...
espalhando a fuligem..
e sujando o ar que respiramos..
Aliando a superpopulação....
Consumismo  e destruição...
eis o trinômio... 
da nossa desgraça.
Países..
Povos..
Muitos  poucos 
gostam uns dos outros.. 
se muito mais
não se gostam... 
uns dos outros..
Muitos simplesmente, 
não gostam de nenhum..
não há mediação.. 
pontuais ...
dos problemas globais. 
Você quer que 
eles fiquem juntos, 
num mesmo planeta..
Assim...
onde o problema 
é comum...
e cada um pra si...
Até quando não vislumbramos,
nenhuma solução, 
no horizonte próximo...
quando deveriam ter soluções globais...avançadas.
mas isso não vai acontecer.
Somos elegantes..
até no rumo ao caos ou abismo.
Photo
Words
Rebel.